Homepage » Dicas » Dicas de Como Manter um Relacionamento Amoroso Problemático

Dicas de Como Manter um Relacionamento Amoroso Problemático

Definitivamente, manter um relacionamento amoroso problemático não é tarefa nada fácil. E os número estão aí para mostrar o quão tem sido difícil para as pessoas manterem seus casamentos, mesmo após anos ou décadas de tentativas frustradas.

Para se ter uma ideia, em países como a Bélgica, por exemplo, mais de 70% dos casamentos terminam, em algum momento, em divórcio. Na Rússia, a cada dois casamentos um termina em separação, chegando ao cúmulo (em 2012) de se ter 1,2 milhão de uniões para 651 mil divórcios; o que representa cerca de 50% desse total.

As razões para esses números, são várias:infidelidade, dificuldades financeiras, infertilidade, violência doméstica; sendo que, em geral, tratam-se de relacionamentos problemáticos que há muito custo vinham se arrastando.

Dicas Relacionamento Amoroso Problemático

O objetivo desse artigo é, portanto, fazer uma lista com algumas dicas despretensiosas de como lidar com esses relacionamentos amorosos problemáticos, a fim de evitar o trauma de uma dolorosa porém, muitas vezes, necessária separação.

Evite acionar o “gatilho” do parceiro

Essa é uma das melhores dicas para manter um relacionamento amoroso problemático, pois, segundo especialistas, existe um “botão disparador”, que pode ser um determinado assunto, algum objeto de estimação, uma roupa, entre outros “acionadores de distúrbios” que podem ser evitados.

Saiba o momento de calar

Um indivíduo, pelo simples fato de ser problemático, dificilmente irá ceder ou dar razão aos argumentos do outro.

Logo, o bom senso saberá identificar o momento em que a discussão já tornou-se vazia e sem mais nenhum sentido; preferindo calar, mesmo quando se está com a razão.

Não toque em seu “Tendão de Aquiles”

Sempre que possível, recomenda-se evitar algum tema considerado tabu ou que tenha a ver com possíveis defeitos físicos do parceiro.

Pode ser um sobrepeso, hábito de fumar ou beber, deficiência física ou até mesmo  diferenças entre homens e mulheres; pois esses temas podem atingí-lo pessoalmente.

Seja um amigo e não um cobrador

Outra dica de como lidar com um relacionamento amoroso problemático, é ser um amigo dentro da relação.

Como nem sempre um problemático é um ser maligno e disposto a atormentar a sua vida, pode acontecer dele simplesmente viver em um mundo paralelo; e, sabendo disso, será bem mais fácil a convivência.

Seja a solução e não o problema

Isso significa que você poderá ser alguém que facilite a convivência do seu parceiro com os seus dramas pessoais.

O que a maioria dos profissionais em terapia familiar recomendam, é que um dos parceiros seja aquele que, ao menos, demonstre interesse pelos seus conflitos em vez de julgá-los.

Saiba se ele possui algum distúrbio

Trata-se de uma dica simples, mas que sofre com a resistência dos indivíduos envolvidos, pelo temor de descobrir que o parceiro possui algum distúrbio psicológico.

No entanto, o recomendado é a busca pelo auxílio de um profissional, pois ele será capaz de identificar possíveis transtornos, mesmo por meio de um simples relato durante uma consulta.

Pense nele como um “doente”

Aqui não significa, exatamente, tratá-lo como um dependente e não responsável pelos seus atos. Significa tão somente, e caso tenha chegado a essa conclusão, evitar debates e queixas intermináveis, além de certas atitudes que estimulem o conflito.

Pensando desse modo, será mais fácil ser condescendente, menos suscetível às suas implicâncias e, afinal, conviver melhor dentro de um relacionamento amoroso tão problemático.

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *