Homepage » Saúde » Pele de Amendoim Previne Diabetes

Pele de Amendoim Previne Diabetes

Mais uma vez o Brasil é destaque internacional, desta vez por meio de um relevante estudo que associa a pele de amendoim à prevenção do diabetes e obesidade.

A pesquisa foi realizada pelo Cientista de Alimentos, pós-doutorando pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), o paulista de 37 anos, natural de Tatui, Adriano Costa Camargo.

Em seu estudo para o Programa de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALF), no campus USP, Piracicaba, sob orientação da prof. Marisa Aparecida Regitano d’Arce e o prof. Fereidoon Shahidi, do Departamento de Bioquímica do Memorial University of New Founland (Canadá), o cientista descobriu  que compostos bioativos da pele do amendoim, como o resveratrol, catequino, isoflavonas, entre outros, são capazes de dificultar a ação das enzimas responsáveis por quebrar as moléculas de carboidratos (que são transformados em açucares) e lipídeos (que transformam-se em gordura).

Pele de Amendoin

O resultado disso, são menores quantidades de gorduras e açúcares sendo absorvidos pelo organismo. Além do fato de que esses compostos bioativos são capazes de conter a ação dos famigerados radicais livres por meio da sua ação antioxidante, protegendo, com isso, as estruturas genéticas do organismo que, sob ataque constante desses radicais, acabam sendo modificadas, podendo levar à ocorrência de casos de câncer, Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson, processos inflamatórios, placas de gorduras nas artérias, entre outros transtornos.

O Êxito do estudo

Em auxílio a essa pesquisa, um estudo capitaneado pelo Coordenador do Programa de pós-graduação em Ciência de Alimentos da Unicamp, Anderson de Souza Sant’Ana, concluiu que tais compostos presentes na pele do amendoim, quando isolados, também possuem poderes antimicrobianos, inclusive podendo, seus efeitos, serem comparados aos da Ampicilina.

Esse estudo da capacidade da pele de amendoim de prevenir o diabetes e a obesidade, tal o seu êxito, foi publicado no Journal of Functional Foods (2015), periódico oficial da americana International Society for Nutraceutical and Functional Foods (Sociedade Internacional de Nutracêuticos e Alimentos Funcionais.

Também está entre os dez trabalhos mais comentados entre os quase 600 estudos publicados em 2015. Entre os 10 mais comentados atualmente no mundo na área da ciência alimentar, nutrição e dieta. E nas áreas de ciências agrárias,  biológicas e medicinais.

Sem contar o fato de que o cientista Adriano Camargo foi um dos que abriram as portas para o Brasil, ao ser o primeiro cientista da América do Sul a receber a condecoração da (ISNFF), na categoria de pós-graduação, pelo seu desenvolvimento diante das disciplinas cursadas, pela força do seu currículo, nº de publicações científicas relevantes (entre elas a capacidade da pele do amendoim de prevenir o diabetes), e pelo seu empenho nas pesquisas sobre a ação dos produtos nutracêuticos e funcionais.

O que os especialistas recomendam, é cautela sobre os resultados desse efeito que tem a pele de amendoim de prevenir o diabetes e também a obesidade, já que, como todo o estudo em fase de aprimoramento, exige investimento, paciência e disposição do mercado em absorver seus resultados.

Pois, como se sabe, todo invento em prol da humanidade deverá necessariamente travar um velho embate secular: os benefícios físicos, mentais, espirituais e sociais X os benefícios práticos e pragmáticos que atendam a famigerada lei do mercado, bastante caracterizada pela lei da oferta e da procura.

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *